É comum em atletas e em pessoas que usam sapatos de salto alto com frequência, o surgimento de uma lesão no nervo do pé localizado entre o terceiro e quarto dedos, conhecida como Neuroma de Morton.

Acredita-se que alguns hábitos do nosso cotidiano possam contribuir para que o Neuroma de Morton se desenvolva, mas a lesão também pode ser provocada por outras causas que ainda são desconhecidas. Usar sapatos desconfortáveis que não se adequam ao seu pé e o pressionam, aumentam as chances de danos ao nervo, bem como praticar esportes que exijam muito do calçado pelo impacto sobre a superfície e, por consequência, apertam o pé como no caso de corrida, escalada ou atividades na neve. Outro fator que eleva as chances de  ocorrência do Neuroma de Morton são pés que já possuem alguma deformidade como pé chato e joanetes.

Na maioria dos casos, as pessoas com lesão no nervo dos dedos não apresentam sintomas visíveis, mas sentem um grande desconforto como se tivessem pisando sobre um caroço quando apoiam no chão a ponta dos pés, além de dormência e cãibra.

Diante de qualquer incômodo nos pés, os sintomas não devem ser ignorados. O mais recomendado é procurar um médico especialista que irá fazer o diagnóstico e detectar, se for o caso, o Neuroma de Morton.

Felizmente, é possível tratar e previnir essa lesão diminuindo a frequência do uso de salto alto e dos esportes mencionados acima e fazendo uso de palmilhas proprioceptivas que irão distruibuir a pressão sob os ossos do pé, também chamados de metatarsos, aliviando o local. As palmilhas são ainda, personalizadas, portanto sua forma e propriedades são desenvolvidas de modo que promovam maior conforto devido a um suporte ao arco na sola do pé o que aumenta o espaço entre os dedos abrindo caminho para o nervo, que estava antes comprimido e, assim, extinguindo a dor.