Um dos assuntos mais importantes quando se fala de palmilhas posturais é com relação a avaliação inicial que detecta o seu tipo de pisada. Todo o processo tem início na consulta com um especialista, normalmente da área fisioterápica que irá realizar testes e detectar alguma dor, por exemplo, nas costas, joelhos, tornozelos, dedos, pés.

É recomendado levar o calçado que você mais utiliza em seu cotidiano para o dia da avaliação. Assim, além de investigar dores, a forma como você caminha, bem como os pontos de pressão do seu ao pisar no chão, o profissional também poderá observar o desgaste do seu calçado que diz muito sobre o comportamento do seu tipo de pisada.

A avaliação possui em média duração de uma hora e com todos os dados em mãos, o profissional poderá encomendar suas palmilhas posturais se for detectada a necessidade do seu uso, claro.

Uma curiosidade sobre o desenvolvimento das palmilhas funcionais é que elas são modeladas em um software especializado com tecnologia avançada capaz de criar o molde personalizado para você a partir de imagens escaneadas dos seus pés em 3D.

Normalmente o prazo de confecção das palmilhas posturais é de uma semana aproximadamente. Já sua durabilidade irá depender da frequência e intensidade do seu caminhar e atividades físicas. No entanto, recomenda-se checar as palmilhas e o avanço no tratamento a cada seis meses.

Não deve-se economizar nos exercícios físicos, no entanto, com o intuito de poupar as palmilhas. Elas são fabricadas com material altamente resistente e flexível próprio para suportar a intensidade das pisadas e conservar as propriedades da palmilha a longo prazo.

Além de corrigir a pisada, palmilhas funcionais podem eliminar dores corporais, corrigir posturas e trazer mais conforto e qualidade de vida para sua rotina.