Dores, contraturas musculares, enrijecimento e limitações dos movimentos. Uma simples pisada errada pode trazer problemas em diferentes partes do corpo. Por meio de neurorreceptores, a região plantar (sola) dos pés tem ligações nervosas com o cerebelo, parte do cérebro responsável pelo equilíbrio e pela postura. Com um mau posicionamento dos pés, a pessoa pode sentir incômodos em ossos e músculos

Segundo Felipe Santa Rita, especialista em Fisioterapia Esportiva, quando uma pessoa pisa errado, ocorre um desequilíbrio muscular. “As pessoas pisam de formas diferentes com um pé e o outro. Cada pé se comporta de uma forma durante uma caminhada. E você começa a sentir dores quando um músculo começa a trabalhar de forma diferente do outro”, explica o fisioterapeuta. 

Entre os sintomas da pisada errada estão dores no quadril e no próprio , além do não alinhamento entre os joelhos. Em algumas ocasiões, a pessoa pode mancar. “Esse problema está ligado a três causas: má postura, sedentarismo e sobrepeso. É um erro pensar que postura é só coluna”, analisa Felipe. 

As pessoas podem verificar se pisam torto por meio da sola dos sapatos. Segundo o fisioterapeuta, é normal que haja um desgaste na parte interior, perto dos calcanhares, e na exterior, perto dos dedos. Mas ele pede cuidado caso isso se torne exacerbado. “Dificilmente se modifica uma pisada apenas com a troca do sapato”.

O corpo acaba se acostumando àquela dor, mas não de uma forma natural. “E isso pode causar uma lesão”, ressalta o especialista. 

Felipe Santa Rica destaca que qualquer pessoa pode pisar errado, mas o tratamento se torna mais fácil e rápido com as crianças. “Os músculos estão mais ativos nas crianças, então são mais fáceis de serem corrigidos”, afirma o especialista.

 

Fisioterapia especial 

Para aliviar a pisada torta, as pessoas podem recorrer à Podoposturologia, uma área de estudo da Fisioterapia que utiliza estímulos neurológicos e mecânicos para tratamentos posturais

O problema da pisada errada pode ser detectado por meio de quatro exames indicados por um fisioterapeuta: o clínico postural, que mede o nivelamento de todo o corpo; a baropodometria estática e a baropodometria dinâmica, para avaliar o tipo de pisada; e a estabilometria estática, que analisa a oscilação corporal da pessoa. 

Diagnosticado o problema, o especialista pode indicar tratamento com a palmilha postural, que se adequa a cada e se ajusta à postura do paciente, inclusive dos atletas. 

Fonte: http://odia.ig.com.br/noticia/mundoeciencia/2014-12-13/pisar-errado-pode-causar-dores-nos-ossos-e-musculos.html