Como o equilíbrio do corpo humano se inicia pelos pés, ao ficarmos em pé, podemos sentir o corpo estabilizando. A podoposturologia orienta o corpo para seu centro gravitacional correto, mudando o equilíbrio e ajustando os estímulos neurológicos para esta nova posição. O paciente fica em média 45 dias com a nova palmilha, que deve ser usada de 10 a 12 horas por dia, e então retorna ao especialista para avaliar a evolução do tratamento. Nesse período, já é possível perceber mudanças profundas na planta dos pés e as queixas diminuem significativamente.

Para o empresário Luiz Fernando Melo, de 57 anos, o resultado do tratamento apareceu em apenas 20 dias. “Sentia dores horríveis na coluna lombar e cervical, o que não me deixava ficar muito tempo em pé, pois minha bacia pendia para um lado e a coluna para o outro. Nos primeiros 20 dias usando as palmilhas já senti a diferença. Sofri 10 anos com dores constantes e resolvi o meu problema em 45 dias”, conta o paciente, cuja esposa e filho também estão em tratamento. “Faz um ano que estou fazendo manutenção, mas o importante é que resgatei minha qualidade de vida”, comemora.

podoposturologia-coluna

Em boa parte dos casos clínicos, após 45 dias já é possível eliminar o uso das palmilhas, pois o corpo já reprogramou a nova postura. “No entanto, é preciso de 10 a 12 meses para fixar esta nova postura para o resto da vida, por isso o paciente tem que voltar depois de um ano para avaliação”, ressalta Dr. Victor. Entretanto, e Traumatismos nos pés, entorses de tornozelo, uso de sapatos inapropriados ou perturbações vindas dos olhos ou dentes são fatores que levam os pés a sofrerem modificações de posição e, assim, desequilibrar o sistema postural. “A planta do pé é rica em receptores sensoriais que detectam as pressões na pele e as tensões que ocorrem nas articulações dos pés e tornozelos. A visão e a oclusão dentária também se refletem no equilíbrio do sistema postural”, explica o especialista. O filho de Luiz Fernando, por exemplo, iniciou o tratamento para corrigir um problema de ATM (Disfunção Temporomandibular), que alterava a sua postura e causava dor. Existem casos em que o paciente precisa usá-las por mais tempo ou então fazer ajustes nas palmilhas, persistindo o uso por 45 ou até 90 dias.

Fonte: Revista Corpore

http://revistacorpore.com.br/materias/reabilitacao/podoposturologia/palmilhas-que-corrigem-tratam-e-tiram-as-dores