Usado para o mais completo diagnóstico dos pés para identificar o tipo e assim começar o tratamento adequado.

O aparelho tem duas pranchas retangulares que ficam no meio de uma lâmina de borracha estruturada na face interior em quadrados preechidos por quadrados menores. Ali é aplicada a tinta solúvel a água.

Na parte de borracha é onde fica as informações sobre a pressão para identificar tipo de pé e seu alinhamento.

Uma nova tecnologia vem sendo inserida no mercado. Conhecida como SMQ (Sistema de Membrana Quadriculada) a grande novidade é que esse sistema permite com mais exatidão identificar e diferenciar os pontos de pressão no papel. Quanto mais quadrados em uma área, maior é a pressão aplicada. Existem tecnologias que levam em conta o peso de cada individuo e assim no papel imprime diferentes quadrados conforme mais leve ou mais pesado for a pisada.

O contorno do pé no papel é muito importante no plantigrafo porque quando sai errado ou mal feito pode interferir no diagnóstico sobre o tipo de pé do paciente.

Uma avaliação leva em torno de 40 minutos e além de usar o Plantigrafo também são usadas outras técnicas para detectar as diferenças posturais da coluna e na região pélvica, o equilibrio e o tipo de pisada. Somente com todos os dados é feito um diagnóstico completo para o tramemento iniciar.

Procure profissionais qualificados com equipamentos atualizados para garantir a eficiencia do seu tratamento. Como não se trata de um método cirurgico, os tratamentos precisam ser feitos com o diagnostico correto para os resultados serem percebidos por especialistas e pacientes.

Lembrando que a plantigrafia fornece dados fundamentais para a prescrição e confecção de palmilhas posturais. Com o uso correto das palmilhas a chance de melhora é muito grande.