O teste da pisada, também conhecido como baropodometria, é feito para diagnosticar desde a forma como uma pessoa apoia os pés na superfície até posturas corporais inadequadas que podem prejudicar ossos e músculos dos joelhos e coluna, por exemplo.

No teste da pisada, o paciente é analisado primeiramente parado e em uma segunda etapa, em movimento. Quando está imóvel, o profissional analisa os principais pontos de pressão no pé da pessoa, ou seja, observa qual parte do pé toca o chão com mais força. Esse procedimento é feito com auxílio de uma plataforma que possui sensores de pressão e envia os dados a um computador interligado. Após essa fase, o paciente é solicitado a caminhar, passando pelas plataformas que registram além dos pontos de pressão, a angulação do pé, sendo possível ver também a curvatura, ou seja, se tende a girar para dentro (pisada pronada), para fora (pisada supinada) ou se permanece reta (pisada neutra). A pessoa caminha sobre a plataforma três vezes para obter o máximo de precisão e acertividade no teste.

Aparelhos computadorizados de alta tecnologia escaneiam o movimento e mostram em forma de gráficos o comportamento da pisada desde o calcanhar até seus impactos na parte inferior da perna.

www.podotech.com.br

Desconfortos e dores na região lombar e toráxica podem ter como causa uma pisada inadequada. Por isso, no teste de baropodometria o profissional já aproveita para detectar essas questões também e fazer uma avaliação postural. Nessa terceira etapa, são tiradas fotos da pessoa mostrando sua postura de frente, costas e perfis esquerdo e direito. As fotos são enviadas a um programa de computador que mensura pontos de possíveis desvios posturais. As fotos são analisadas através das medidas da pessoa, e esta análise é feita em todas as quatro vistas (anterior, laterais e posterior).

Em testes mais completos, a última etapa acontece com o paciente correndo em uma esteira e seu desempenho é filmado em câmera lenta e analisado posteriormente para observar desvio de calcâneo e tipo de pisada. A filmagem é feita pela vista de trás, e também vista da lateral.

Assim, o exame é concluído e as devidas recomendações de tipo adequado de calçado são feitas para cada tipo de pisada analisada. Em vários casos, os profissionais orientam para o uso de palmilhas posturais que auxiliam no tratamento de correção da pisada e postura corporal para que a pessoa tenha mais conforto e qualidade de vida em seus movimentos cotidianos. Recomenda-se repetir o exame depois de poucos meses para acompanhar a evolução do paciente na melhora de seu comportamento postural.